Dicas e sugestõesEntrevistamos aEntrevistas

Carla Carné, responsável de transporte: “Cada mês tem um detalhe único que faz com que este momento seja tão especial”

23 Maio, 2017 0 comments

Na Bebitus é hora de celebrar! A nossa responsável de transporte, Carla Carné está à espera do seu primeiro bebé e está radiante! A contagem decrescente já comecou e decidimos perguntar-lhe como está a viver esta experiência única na vida de uma mulher!

Bebitus (B): Quando está previsto nascer o teu bebé?

Carla Carné (C.C.): Está previsto para o dia 3 de julho apesar de não haver um dia exato pois tanto pode adiantar-se como atrasar-se. Espero que não demore muito.

B: Como estás a viver esta primeira gravidez? É tudo novo para ti!

C.C: Estou a viver a minha gravidez lindamente! Não é hábito uma grávida passar tão bem, porque no meu caso nunca tive indisposições, vómitos, problemas em dormir nem outro sintoma mais chato que as grávidas habitualmente sentem nos primeiros meses de gravidez. Absolutamente nada…só a minha barriga a crescer.

B: O que é para ti o mais bonito na gravidez? E o mais difícil?

C.C: Acho que há muitos momentos bonitos durante a gravidez. Cada mês tem um detalhe único que faz com que este momento seja tão especial.

O primeiro mês foi quando encontrei uma maneira original e divertida de contar ao meu namorado que estava grávida. Ver a cara do teu namorado quando dás a notícia não tem preço e é muito bonito.

O segundo mês foi quando fiz a primeira ecografia e sentir o coração a bater tão rápido de uma coisa tão pequenina do tamanho de uma “ervilha” é lindo e quando o sentes pela primeira vez é que percebes que o que está acontecer é real.

No terceiro mês é talvez o que me lembro com mais emoção porque foi quando anunciámos à nossa família. A maneira como demos a notícia também foi original, bonita e uma surpresa para ambas as famílias (tanto a minha como a do meu namorado). Também coincidiu com o natal, assim a notícia foi ainda mais especial pela época em que foi dada. O resto dos meses também tiveram momentos bonitos e especiais, desde os primeiros pontapés e movimentos que notas dentro de ti, a confirmação do sexo do bebé, escolher o nome, etc. Creio que todas as futuras mamãs temos um momento especial de contar cada mês, apontar um pequeno detalhe, tudo tem um significado muito importante e que recordaremos durante anos (sobretudo se é a primeira gravidez).

Como nunca tive enjoos e a minha gravidez até agora foi bastante normal, não tenho um momento complicado que possa contar. Talvez foi difícil ter de deixar de fazer coisas que eu gostava, como por exemplo o futebol ou ter de deixar de comer certos alimentos.

B: Até ao momento quantas consultas, análises ou testes tiveste que te submeter durante a gravidez? Em que consistiam?

C.C: Os testes que me realizaram até agora não foram muito complicados. Nos primeiros meses fizeram-me análises ao sangue e ecografias para ver que está tudo a desenvolver-se com naturalidade.

A ecografia morfológica dura mais tempo mas é uma ecografia que te realizam ao passar uma máquina na barriga com um gel que não arde nem dói.

Outras provas que te realizam é a prova do açúcar onde fazem com que bebas um líquido doce. É mais chato porque tens que estar sentada sem mexer, no entanto, com um bom livro ou música passa mais rápido o tempo.

B: O que conheceste da gravidez que ninguém te contou?

C.C: No meu caso conheci a possibilidade de ter uma gravidez sem complicações e a alegria de poder desfrutar cada momento de cada etapa. As pessoas mais próximas e as redes sociais comentam que os primeiros meses são os mais chatos pelos vómitos, acidez, o sono, … mas aprendi que cada gravidez é diferente, perdi o medo que quase todas temos quando planeamos ter um bebé. As boas gravidezes também existem!

B: A campanha ‘Stand Up for a pregnant’ do designer Shiyang critica quem não cede o lugar a uma grávida em lugares públicos por estar entretido a jogar com o telemóvel, a ler, a ouvir música, etc. Muitas mamãs levantaram o dedo admitindo que já o vivenciaram. Já te aconteceu?

C.C: Esta é uma realidade que acontece com bastante regularidade e, curiosamente, os mais jovens são os que se levantam menos e as pessoas mais velhas são os primeiros a ceder o lugar. Não quero generalizar porque não se pode incluir a todos os jovens no mesmo saco mas frequentemente os mais novos olham para mim e continuam a jogar ou a ler e não se levantam. Acho que neste sentido está a perder-se alguns valores básicos e não é só com as grávidas mas sim de um modo geral, também com os mais idosos a quem também deviam ceder o lugar e não vejo as pessoas a tomarem a iniciativa.

B: Esperar um bebé e trabalhar na Bebitus é uma vantagem muito grande não achas? Estar a par de todas as novidades que existem é muito positivo. O que é que aprendeste graças à Bebitus quando falamos das necessidades de uma grávida e do bebé?

C.C: Sem dúvida que é uma grande vantagem! Desde o primeiro dia que cheguei até hoje que estou a descobrir um mundo novo e realmente vejo a grande variedade de artigos que existem para os bebés e mamãs.

Além do mais, a empresa oferece varias formações (sobre as cadeiras auto, artigos de marcas concretas, etc.) que é muito bom porque aprendes sobre os diferentes produtos, as normas e também servem não só para ajudar melhor o cliente como também para mim que serei mamã.

 

B: Quais foram as primeiras coisinhas que compraste para o Joel? (enumera e diz-nos para e porque é que optaste por comprá-las).

C.C: As primeiras coisas que tive que comprar para o Joel foram talvez os produtos “grandes” como o carrinho, o berço e fazer obras em casa que apenas tem dois quartos e tinha que ser adaptada à chegada de um bebé.

Depois é que começámos a comprar as coisinhas mais pequeninas como as chupetas, porta toalhitas, o trocador, etc. Sinceramente acho que nós, papás de primeira de viagem, temos que fazer o esforço e controlar-nos porque tudo o que vemos queremos comprar!

Muito obrigado Carla.

 

Também vai gostar de ler...

Leave a Comment

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.