CrescimentoEntrevistamos aEntrevistasNossas marcas

Os colchões Babykeeper reduzem até 48% o risco de morte súbita

25 Outubro, 2017 0 comments

O colchão do seu bebé tem a temperatura adequada? Estivemos à conversa com o Vicente Barberá, gerente da marca Babykeeper que nos contou a verdadeira importância de cuidar do meio envolvente onde dorme o bebé.

Bebitus (B): Deitar o bebé parece fácil. Adormece-o, aconchega-o e deixa-o a dormir. Mas não é apenas isso correto? Porque é importante estar atento ao descanso do bebé durante o primeiro de ano de vida?

Vicent Barberá (VB): Um bebé quando faz 2 anos passou no total 13 meses a dormir. É fundamental o bebé dormir as horas necessárias para o seu correcto desenvolvimento já que marca aspectos importantes como o sistema imunológico, a conduta, a capacidade de aprendizagem, etc. Os primeiros meses de vida de um recém-nascido são muito importantes e marcam o seu correcto crescimento e é por isso que o descanso é muito importante.

B: Que fatores podem causar o risco de “morte súbita” do recém-nascido?

V.B: A morte súbita do bebé é um síndrome, ou seja, atualmente ainda não se encontrou uma explicação ou o porquê de acontecer apesar dos estudos realizados que já ajudaram bastante na sua prevenção.

Há duas classes de factores de risco: os endógenos (genética, hábitos da mãe durante a gravidez como por exemplo fumar) e os exógenos que são os que têm haver com o meio envolvente do bebé (a temperatura, as toxinas do ar, a postura enquanto dorme, a suavidade do colchão, a reafetação de CO2 ou a obstrução das vias respiratórias).

B: E pelo contrário, que factores ajudam a evitar este síndrome?

V.B: Em primeiro lugar a postura mais segura do bebé enquanto dorme é de boca para cima. É importante ter em conta o grau de firmeza do colchão do berço já que é fundamental para o bebé dormir bem; devemos usar colchões de firmeza média/alta já que uma firmeza excessivamente suave é uma firmeza de risco; os pais devem procurar colchões e berços que dissipem correctamente o calor e o dióxido de carbono; ventilar o ambiente do lugar onde o bebé dorme é outro factor muito importante e que ajuda a evitar a morte súbita;  não se deve cobrir a cabeça nem permitir que o bebé se cubra de forma acidental; e por último, uma medida de prevenção é o uso da chucha até pelo menos aos 8 meses de vida.

B: Quais são os pontos-chave a destacar na compra de um colchão?

V.B: Na hora de escolher um colchão para o bebé é importante assegurar que este cumpre com todos as normas de qualidade, como a marca CE e o certificado Oeko-Tex Clase I.

Apesar das numerosas advertências de pediatras e parteiras sobre a importância da superfície onde descansa o nosso bebé, ainda existe a crença errada de como o bebé “pesa pouco” a superfície onde descansa não é muito relevante. Essa ideia está totalmente errada! Um colchão de berço deve ser firme e justo, transpirável e favorecer a evacuação de calor. Uma temperatura adequada é a chave para o correcto descanso infantil. Demonstrou-se que há colchões que podem chegar a aumentar de 2 a 4 graus a temperatura superficial do bebé com o risco que isso possa implicar.

Além disso, os materiais devem ser biocompatíveis com as peles mais sensíveis para evitar o risco de alergias e problemas na pele.

Um mau produto pode impedir que o nosso bebé descanse bem e já vimos as consequências negativas que isso pode trazer ao ser humano na sua primeira etapa de vida.

B: O que faz o colchão Babykeeper para evitar este risco? O que é capaz de detectar que outros colchões não conseguem?

V.B: Após anos de investigação conseguimos desenvolver o primeiro colchão de berço que reduz os riscos associados à “morte súbita”.

Em primeiro lugar reduz a inalação de CO2 em um 72%, um dos principais riscos da síndrome de morte súbita. A estrutura aberta do colchão Babykeeper permite que o CO2 caia através do colchão e que se dissipe por baixo e pelas lateriais mais facilmente. Para entendermos melhor, não só acumula CO2 como também o dispersa. A concentração de CO2 nunca será superior a 3,5%, melhorando a recomendação dada pela OMS que o situa em 5%. Além do mais, favorece a transpiração e evacua o calor, já que sabemos que uma temperatura adequada é a chave para o descanso dos bebés. O Babykeeper reduz de maneira notável o risco de morte súbita em um 48%. Como comentámos anteiormente, a firmeza do colchão de berço é fundamental, e por isso o colchão Babykeeper conta com uma firmeza adequada que proporciona o correcto desenvolvimento da coluna do bebé e consegue reduzir o risco de obstrução das vias respiratórias um 60%. Além disso, em caso de engasgamento, não há estagnação no colchão graças à porusidade do núcleo ERMA de membrana aberta, protegendo também o bebé da obstrução das vias respiratórias. Cabe destacar que o colchão é totalmente higiénico pois tanto o núcleo como a capa são laváveis. Além disso, não é necessário o uso de lençóis já que estes são um elemento que serve para proteger o colchão e nós trabalhamos para proteger o bebé enquanto dorme.

Por tudo isto, o Babykeeper é o único colchão de berço com o selo CE, provado nos laboratórios e supervisado pela Agência Espanhola do medicamento, baixo estrictos controlos de qualidade, clasificando os nossos colchões como um produto sanitário pelos inúmeros benefícios que apresentam para o bebé.

B: Até que idade estão recomendados estes colchões?

V.B: Recomendamos utilizar o colchão de berço até aos 2-3 anos, no entanto cada bebé é um caso.

B: Qual é a experiência das mamãs quando usam o colchão da BabyKeeper?

V.B: A exigência dos pais em tudo o que é relacionado com o descanso infantil é cada vez maior. Eles transmitem-nos principalmente tranquilidade. Sabem que os seus filhos passam a maior parte do dia no berço e por isso esperam que os colchões aportem garantias. O Babykeeper conta com o aval de pediatras e parteiras assim como de profissionais e instituições especialistas no descanso do bebé. O facto de não necessitar lençóis e que se possa lavar também é valorizado por muitos pais que já têm um BabyKeeper na sua casa.

B: Agradecemos a disponibilidade para esta entrevista. 

V.B: Obrigado a vocês por ajudarem a conscientizar as famílias sobre a importância de algo que parece muito simples como é a compra de um colchão, mas que na realidade não é.

 

 

Também vai gostar de ler...

Leave a Comment

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.