EducaçãoNa escola

LEVAMOS OS NOSSOS FILHOS À CRECHE DEMASIADO CEDO?

28 Agosto, 2018 0 comments

creche

Em Setembro, chega o regresso às aulas e muitos bebés começam a ir para creches ou infantários. Ainda que alguns pediatras recomendam que as crianças deveriam ir à creche a partir dos 3 anos, a realidade é que muitas crianças pequenas e pais têm a necessidade de procurar um jardim de infância antes do ano. Será demasiado cedo? 

O acesso ao ensino pré-escolar deve ser gratuito e universal a partir dos 4 anos, segundo uma nova lei que o Estado tem de garantir o acesso à educação das crianças. No entanto, devido à necessidade dos pais em trabalhar e o facto de terem um horário de 40 horas semanais na maioria dos casos, as crianças desde pequenas precisam de frequentar os jardins de infância.

Portanto, se está a pensar inscrever o seu filho na creche por estes motivos: “para que socialize com outras crianças”, ou “para que se adapte melhor à escola”, talvez seja melhor esperar um pouco mais, caso possa. Veja a opinião desta pediatra Lucía.

Quando devem frequentar a creche ou o infantário

Mas muitas vezes não há outra escolha senão deixar a criança na creche. Com os 120-150 dias de licença de maternidade  que “desfrutamos” e o aumento da idade da reforma, muitos pais são forçados a levar a criança a uma creche. Por outro lado, que um dos pais deixe de trabalhar ou peça uma licença de maternidade alargada para ficar em casa e cuidar do bebé é, hoje em dia, uma opção pouco sustentável devido à situação económica da maioria das famílias.

Como começar o ano letivo da melhor maneira 

Eis algumas dicas e conselhos que irão ajudá-lo a preparar o início do ano letivo e a escolinha do seu filho, para que corra tudo da melhor forma:

  • Escolher a creche ou o jardim de infância: a proximidade é um factor essencial para escolher uma creche. Especialmente nos primeiros meses, é possível que tenha de ir buscar o seu filho à creche porque tem febre ou outro problema. Assim que ter uma creche perto do trabalho ou de casa permite-lhe poupar tempo e esforços para deslocar-se.
  • Informe-se antes de tomar uma decisão: não fazem parte do sistema educativo obrigatório, mas as creches devem estar registadas e cumprir com os requisitos mínimos: número de crianças por turma, pátio, acessos e, no caso de ser uma IPSS, informe-se se a mensalidade é proporcional aos rendimentos do agregado familiar. Visite as instalações, fale com os educadores e peça referências a outros pais.
  • Tenha tudo preparado: As creches facilitam uma lista com várias coisas que deverá de comprar. Alguns artigos imprescindíveis para as escolas que lhe serão exigidos são, por exemplo: a mochila e a bolsa para o lanche, a bata, sapatos adequados para as diferentes atividades, etiquetas para marcar a roupa, etc. 
  • A hora de comer: se a creche tem serviço de cantina ou não, deve de analisar como será o almoço do seu filho; se levará de casa ou se come na cantina. Como são os menus, se oferecem opções vegetarianas ou adaptadas a bebés com intolerâncias alimentares, etc. Especial se o seu filho é “esquisito” e tem dificuldades em comer o quer que seja, poderá passar por uma experiência menos positiva na escola.
  • Não sofra por antecipação: Os pais costumam sofrer mais do que as crianças quando começam na creche e acabam por passar-lhes esta angústia sem nenhuma razão. Tenha em mente que a creche e a escola é uma etapa normal de qualquer criança “crescida”. Procure visitar o centro com o seu pequeno para que seja tudo mais natural e tente destacar os aspetos mais positivos como fazer novos amigos e brincadeiras.
Encontre tudo o que precisa para o regresso à escola aqui

Em suma, quando chegar a altura, eventualmente todos terão de ir à escola e há que procurar que seja uma experiência positiva em vez de traumática!

Qual acha que seria a idade ideal para levar o seu filho ao jardim de infância? 

Também vai gostar de ler...

Leave a Comment

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.